Simplificando a transição para Backup e Recuperação em nuvem

É cada vez maior o número de empresas que está adotando soluções de backup e recuperação nativas em nuvem. Aliado a essa tendência, as organizações estão procurando melhores abordagens para a proteção geral de dados. Para as empresas que já nasceram com seus os negócios em nuvem, transferir a proteção de dados para a nuvem é a escolha mais óbvia. No entanto, mover a proteção de dados para a nuvem pode ser um processo complicado quando não é feito de forma planejada e estruturada. A migração de soluções de backup tracionais pode resultar em custos inesperados, desempenho comprometido e, eventualmente, até na perda parcial de dados. Para obter resultados consistentes no processo de transição para backup em nuvem é extremamente importante tomar os cuidados necessários e criar um plano realista e detalhado.

Mapeie de forma abrangente o seu conjunto de cargas de trabalho

Para tornar essa transição o mais simples possível, é essencial ter um entendimento de todos os dados dos quais você precisará fazer backup e de onde eles residem. Isso inclui dados armazenados em data centers terceirizados, operações regionais ou em servidores na nuvem. Além disso, se você já estiver utilizando aplicativos Software como Serviço (SaaS), inclua-os também, pois a maioria dos fornecedores de SaaS recomenda plataformas de terceiros para fazer backup de dados críticos. Verifique ainda se os dados dos usuários, principalmente em dispositivos móveis, também deverão fazer parte desse processo de transição.

Entenda de forma muito clara seus requisitos de backup e recuperação em nuvem

Para descobrir seus requisitos de proteção, backup e recuperação de dados antes de migrar para a nuvem, você deve ter respostas para as seguintes perguntas:

Qual o volume de dados críticos para suas operações?

O quão rápido seus backups precisam ser?

Quais são os seus requisitos para arquivamento a longo prazo?

Seu plano deve contemplar recuperação de desastres?

Quais tipos de regulamentos de privacidade de dados você precisa respeitar?

Os requisitos específicos de seu cenário

Muitas organizações decidem inicialmente começar na “borda” da nuvem como um meio de fazer a transição de componentes de backup e recuperação de forma gradual. No entanto, outras empresas optam por substituir completamente seu sistema de backup e recuperação legado por algo mais semelhante às cargas de trabalho na nuvem. Dependendo das necessidades da sua organização, é possível que você mova parte ou toda a sua proteção de dados para a nuvem. Existem várias opções de nuvem, incluindo nuvem híbrida. Você também pode implementar uma solução combinada, com elementos das várias opções e formatos de plataforma de nuvem. Após você determinar a “quantidade” e o tipo de nuvem necessária para a proteção de dados da sua organização, poderá desenvolver uma RFI e começar a avaliar os provedores de serviços e entender quais deles mais se adequam às necessidades específicas de sua empresa e de suas cargas de trabalho.

Teste seu backup e recuperação na nuvem

A melhor maneira de se sentir confortável com uma nova solução é fazer um teste em seu ambiente. Parece óbvio, mas é comum encontrar empresas que nunca, ou quase nunca, testaram seus procedimentos de Backup e Recuperação. Ao executar seu teste, considere os seguintes tópicos: facilidade de uso, escalabilidade, segurança e abrangência.

VEJA TAMBÉM

IBM Storage para IA e contêineres

Poucas são as tecnologias que atualmente encontram-se em um patamar tão disruptivo no meio corporativo quanto Inteligência Artificial e Contêineres. A Inteligência Artificial já é...

Read More

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email

DISASTER RECOVERY

Conhece o Asset Air, a solução de Disaster Recovery as a Service criada pela Asset IT.

Artigos Recentes

BACKUP AS A SERVICE

Conhece o Asset Air, a solução de Backup as a Service desenvolvida pela Asset IT.